Retrospectiva 2022: Butantan aumenta produção de vacinas e reinaugura Parque da Ciência; veja outros destaques

O Instituto também inaugurou em 2022 dois centros de terapia celular contra o câncer, em parceria com a Universidade de São Paulo e o Hemocentro de Ribeirão Preto, e finalizou o ano com chave de ouro ao anunciar os primeiros resultados da vacina da dengue, após 10 anos de estudos.

Veja abaixo a retrospectiva das ações do Butantan em 2022:

Janeiro

Anvisa aprova CoronaVac para crianças e adolescentes de 6 a 17 anos 

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o uso emergencial da CoronaVac em crianças de seis a 17 anos em 20/1. A aprovação foi dada em reunião extraordinária pública da Diretoria Colegiada da Anvisa e ocorreu após um pedido de uso emergencial feito pelo Butantan em 15/12. Os cinco diretores da agência votaram positivamente.

Lançamento do Dossiê CoronaVac – O que a ciência comprova

O dossiê digital CoronaVac – O que a ciência comprova, lançado em janeiro pelo Instituto Butantan, reúne pesquisas de efetividade e ensaios clínicos publicados nas principais plataformas científicas de todo o mundo. O Butantan também lançou um dossiê específico para crianças e adolescentes, com estudos que comprovam a segurança e a eficácia da vacina neste grupo.

Vacina contra Chikungunya: início da fase 3 no Brasil

No dia 31/1, o Butantan iniciou a fase 3 do estudo clínico da vacina contra o vírus Chikungunya em São José do Rio Preto (SP). A candidata a imunizante VLA1553, como é chamada internacionalmente, é feita com a tecnologia de vírus atenuado e está sendo desenvolvida em parceria com a farmacêutica Valneva Áustria GmbH. O estudo tem como objetivo avaliar a segurança e imunogenicidade da vacina em 750 participantes adolescentes entre 12 e 17 anos. 

 

 

Fevereiro

Recorde de antecipação: 80 milhões de doses de vacina da Influenza entregues ao Ministério da Saúde 

O Butantan antecipou a entrega do primeiro lote de vacinas contra gripe com cepa Darwin, enviando 2 milhões de doses ao Programa Nacional de Imunizações no dia 25/2, meses antes da entrega padrão. 

Entrega de 10 milhões de doses de CoronaVac para vacinação infantil

O Instituto Butantan enviou 10 milhões de doses da CoronaVac, vacina contra Covid-19 do Butantan e da Sinovac, para distribuição do Ministério da Saúde. O lote foi destinado à vacinação da população de seis a 17 anos em todo o Brasil. A CoronaVac foi aprovada para o uso emergencial em crianças e adolescentes de seis a 17 anos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em 20/1, com base em uma criteriosa análise de estudos nacionais e internacionais, que demonstraram que o imunizante é seguro e eficaz para este público.

 

 

Um ano de Projeto S

O Projeto S, estudo de efetividade da CoronaVac conduzido pelo Butantan em Serrana, interior de São Paulo, completou um ano em fevereiro de 2022. No total, foram vacinadas 27 mil pessoas. A CoronaVac preveniu 80,5% dos casos sintomáticos de Covid-19, 95% das hospitalizações e 94,5% das mortes. A proteção foi mantida em 99% dos indivíduos seis meses após a segunda dose, e a terceira dose aumenta o nível de anticorpos em até quatro vezes, segundo os resultados.

Resultados iniciais da ButanVac

A primeira etapa dos ensaios clínicos da ButanVac, candidata a vacina contra a Covid-19 que está em estudo pelo Instituto Butantan, foi finalizada em fevereiro de 2022 e os resultados preliminares de segurança se mostraram positivos. Estudos clínicos conduzidos na Tailândia e no Vietnã demonstraram que a vacina é segura e induz a produção de níveis elevados de anticorpos.

Doação de soros hiperimunes para áreas remotas da Amazônia

O Butantan enviou 800 frascos de soro antiofídico para o Amazonas em fevereiro, para serem usados em distritos indígenas e comunidades ribeirinhas. A ação é uma parceria do instituto com a Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado da Universidade do Estado do Amazonas (FMT/UEA), que visa aumentar o acesso de moradores de áreas remotas da Amazônia ao tratamento contra picadas de cobra. 

 

Março

Primeiros resultados da vacina única contra Covid-19 e Influenza

Os primeiros resultados da vacina única contra a Covid-19 e a gripe que o Butantan está pesquisando foram considerados promissores. A candidata a vacina única está em fase de testes em modelos animais, que, após imunização, produziram anticorpos reagentes às três cepas do vírus influenza (H1N1, H3N2 e B), assim como ao vírus SARS-CoV-2.

Inauguração do Centro de Produção Multipropósito de Vacinas (CPMV) 

O Butantan inaugurou em 25/3 a obra civil do Centro de Produção Multipropósito de Vacinas (CPMV), que produzirá até 100 milhões de vacinas contra Covid-19, zika, raiva e hepatite A por ano, ampliando a capacidade de produção de vacinas do Brasil e ajudando o país a se preparar para futuras epidemias e pandemias.

 

 

Abril

Exportação de 925 mil doses da vacina contra gripe

Em abril, o Butantan exportou de forma inédita 222,5 mil doses da vacina contra a gripe para a Nicarágua e 700 mil doses para o Uruguai, após ter sido contemplado de forma inédita pelo edital de licitação da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS). 

Campanha #ProtegidoContraGripe com Turma da Mônica e Sanofi

O Instituto Butantan, a farmacêutica Sanofi e a Mauricio de Sousa Produções lançaram em 29/4 a campanha #ProtegidoContraGripe, com o objetivo de mostrar a importância da imunização infantil contra a influenza. A campanha foi embalada por um jingle protagonizado pela Turma da Mônica.

 

Maio

Parceria entre Butantan e aldeia indígena dá origem a cartilha contra Covid-19 em tupi-guarani

A cartilha “Como manter o coronavírus longe de você e da sua família”, do Instituto Butantan, ganhou uma versão em tupi-guarani feita por moradores da Terra Indígena Piaçaguera, em Peruíbe (SP). A entrega do material foi realizada pelo Butantan e pela Fundação Nacional do Índio (FUNAI) em 12/5.

 

Junho

Reabertura do Parque da Ciência

Após mais de dois anos fechado em razão da pandemia, o Parque da Ciência Butantan foi reaberto no dia 25/6. O complexo tem mais de 20 atrações, como o Macacário, o Reptiliário e o enorme acervo do instituto encontrado no Museu Biológico, Museu de Microbiologia, Espaço Terra Firme, no futuro Museu da Vacina e no Centro de Memória são outras atrações de destaque. 

 

 

Butantan inicia subestudo para comparar resposta imune da vacina da dengue

O novo subestudo avalia a resposta imune de três diferentes lotes de produção da vacina da dengue do Instituto Butantan nas cidades de Porto Alegre (RS) e Pelotas (RS). A pesquisa é randomizada e faz parte do ensaio clínico de fase 3, que é o estudo principal do imunizante e que está em andamento desde 2016. 

Lançamento do Núcleo de Terapias Avançadas para o tratamento de câncer com a tecnologia de células CAR-T 

Em junho, o Butantan lançou em parceria com a Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP-USP) e Fundação Hemocentro de Ribeirão Preto o Programa de Terapia Celular. Composto pelos centros Nutera – São Paulo e Nutera – Ribeirão Preto, os núcleos serão as primeiras instalações a produzir totalmente no Brasil a terapia CAR-T em escala. A parceria vem com a missão de ampliar o acesso ao tratamento, voltado primeiramente ao combate de cânceres no sangue, para a população brasileira via Sistema Único de Saúde (SUS). 

 

 

Avanço do estudo da ButanVac

O estudo da ButanVac, candidata a vacina contra a Covid-19 desenvolvida pelo Instituto Butantan, teve mais um avanço em junho com a apresentação dos resultados da fase 1 dos ensaios clínicos à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A Anvisa concordou com a submissão do protocolo do estudo clínico de fase 2 e 3. 

 

Julho

Anvisa aprova uso da CoronaVac para crianças de 3 a 5 anos 

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou em 13/7 a ampliação da autorização de uso emergencial da CoronaVac, vacina do Butantan e da Sinovac, que passou a incluir na sua bula a indicação para a faixa etária de 3 a 5 anos de idade. As crianças recebem a mesma dose que já vinha sendo aplicada na faixa etária de 6 a 17 anos e nos adultos.

Exportação de soros antidiftérico e antiofídico para mais sete países

O Butantan exportou em julho 2.820 frascos de soro antiofídico e antidiftérico para países da América do Norte, América do Sul e Europa. O envio dos soros para nações estrangeiras acontece há três anos para localidades como Estados Unidos, Reino Unido e Canadá, mas desta vez outros sete países entraram na lista de compradores: Colômbia, Panamá, Trinidad e Tobago, Bermudas, República Dominicana, Chile e Alemanha.

 

 

Butantan cria Comitê Contingencial Técnico de Especialista para analisar disseminação do vírus mpox 

O Instituto Butantan instaurou um Comitê Contingencial Técnico de Especialistas do Butantan, em 30/6, para analisar a disseminação da varíola ocasionada pelo vírus mpox. O grupo tem como objetivo principal apresentar estudos e propostas e acompanhar a situação de emergência de saúde global para estruturar estratégias. 

 

Agosto

Ministério da Saúde oficializa a compra de 1 milhão de doses da CoronaVac

Desde a aprovação unânime da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), no dia 13/7, para extensão do uso pediátrico da CoronaVac para crianças de 3 a 5 anos, o Instituto Butantan havia enviado três ofícios ao Ministério da Saúde com propostas de venda da vacina. A pasta, por fim, oficializou a compra de um milhão de doses no dia 15/8. 

Doação de 330 mil doses de CoronaVac para o estado de São Paulo 

O Instituto Butantan doou 330 mil doses da vacina CoronaVac para a Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo para auxiliar na imunização de crianças de 3 até 5 anos contra a Covid-19, em 19/8. 

 

 

Exportação de 1 milhão de doses da vacina Influenza para o Equador

O Butantan exportou um milhão de doses da vacina trivalente contra influenza para o Equador. Esta foi a primeira vez que o país comprou o imunizante contra a gripe fabricado no instituto, negociação que aconteceu via Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS).

Parque da Ciência recebe 100 mil visitantes no primeiro mês de reabertura 

O Museu Biológico, o Museu de Microbiologia e o Espaço Terra Firme, que compõem o Parque da Ciência do Instituto Butantan, atraíram quase 100 mil visitas desde a sua reabertura, que compreendeu o período de férias escolares de 26/6 até 31/7 deste ano.

CoronaVac é 59% efetiva contra hospitalizações em crianças e adolescentes de 6 a 17 anos 

Um estudo conduzido pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), publicado na revista Nature Communications, mostrou que a CoronaVac foi capaz de proteger crianças e adolescentes de 6 a 17 anos contra casos graves de Covid-19 durante o surto da variante ômicron.

Chile aprova ampliação do uso da CoronaVac para crianças a partir dos seis meses 

O Instituto de Saúde Pública do Chile (ISP) aprovou em 23/8 a ampliação do uso da CoronaVac para crianças a partir dos seis meses de idade, com o apoio e recomendação do Comitê de Especialistas em Avaliação de Vacinas. O imunizante já era utilizado a partir dos 3 anos no Chile desde dezembro de 2021.

 

Setembro

Butantan entrega ao PNI um milhão de novas doses de CoronaVac para vacinar crianças de 3 a 5 anos 

Em 19/9, o Instituto Butantan entregou ao Ministério da Saúde um milhão de novas doses da CoronaVac para a imunização de crianças entre 3 e 5 anos de idade contra a Covid-19 no país. Com esse novo envio, o Butantan totaliza 111 milhões de doses encaminhadas ao PNI desde janeiro de 2021.

 

Outubro

Butantan é palco de homenagem ao centenário do escritor português José Saramago 

Violante Saramago, filha do célebre escritor português José Saramago (1922-2010), plantou uma oliveira na praça central do Instituto Butantan, em 19/10, como parte das comemorações pelo centenário do escritor. 

 

 

Butantan e Furp firmam convênio de transferência de tecnologia para desenvolver medicamentos

O Instituto Butantan e a Fundação para o Remédio Popular (Furp) firmaram convênio de transferência de tecnologia para desenvolvimento de medicamentos a serem fornecidos ao SUS (Sistema Único de Saúde).

Butantan estreia novo portal, com layout mais moderno e destaque para fotos 

O portal do Instituto Butantan lançou sua nova homepage, que chega para facilitar o acesso dos visitantes a todo o conteúdo de uma maneira mais moderna, atrativa e intuitiva. 

 

 

Novembro

Butantan entrega mais 1 milhão de doses de CoronaVac para vacinação das crianças

O Instituto Butantan enviou ao governo federal mais 1 milhão de doses da CoronaVac, vacina do Butantan contra a Covid-19 produzida em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, para a imunização de crianças e adolescentes em 9/11. Com isso, 12 milhões de doses da vacina foram encaminhadas ao Ministério da Saúde em 2022.

Butantan participa de evento sobre representatividade feminina em Nova York

O Instituto Butantan participou do 11th Annual AS/COA Women’s Hemispheric Network Conference, evento internacional realizado em Nova York, Estados Unidos, e organizado pelo Conselho das Américas (AS/COA). A diretora de Projetos Estratégicos do Butantan, Cintia Lucci, foi convidada como table leader e mediou uma discussão em uma mesa com outras dez mulheres para compartilhar experiências e propor soluções para incentivar a participação feminina na sociedade e nas empresas.

Soro antiofídico produzido pelo Butantan salva vida de criança indígena picada por cobra em aldeia do AM

Uma garotinha de 8 anos, de origem ticuna, foi picada por uma jararaca em 29/11 na aldeia Novo Cruzador, em Tabatinga (AM), e sobreviveu após receber 12 frascos de soro antiveneno doados pelo Instituto Butantan

 

 

Butantan recruta jovens para testes com vacina contra Chikungunya em nove cidades

O recrutamento do Instituto Butantan de adolescentes de 12 a 17 anos para testes com a candidata a vacina contra a Chikungunya foi ampliado para nove cidades do país. No Brasil, o ensaio clínico de fase 3 está sendo conduzido em centros de pesquisa localizados em Belo Horizonte (MG), Boa Vista (RR), Campo Grande (MS), Fortaleza (CE), Manaus (AM), Recife (PE), Laranjeiras (SE), São Paulo (SP) e São José do Rio Preto(SP). 

Butantan e Sandoz iniciam transferência tecnológica com entrega de 400 mil unidades de medicamento para artrite reumatoide ao SUS

O Instituto Butantan e a farmacêutica Sandoz do Brasil fecharam um contrato com o Ministério da Saúde para a venda de 398 mil unidades do medicamento adalimumabe, que serão distribuídas para sete estados por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). A negociação é o primeiro passo para o início da transferência tecnológica que levará o Butantan a produzir futuramente o medicamento no Brasil.  

 

 

Butantan é um dos 10 principais produtores mundiais de vacina e o maior da América Latina, mostra relatório da OMS

O Instituto Butantan alcançou o ranking dos top 10 produtores mundiais de vacinas por faturamento em 2021 (exceto Covid-19), de acordo com o último Global Vaccine Market Report, relatório divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em novembro. 

Butantan sedia evento internacional promovido pelo International Centre for Genetic Engineering and Biotechnology (ICGEB)

O Instituto Butantan foi sede do workshop “Emerging infectious diseases: biology, prevention and treatment”, promovido pelo International Centre for Genetic Engineering and Biotechnology (ICGEB), que mostrou a diversidade dos estudos e desafios que ainda precisam ser superados no combate a doenças emergentes. O evento ocorreu entre os dias 7 e 11 de novembro.

 

Dezembro

Butantan faz acordo com INCQS para acelerar exportação de soros e vacinas ao mercado privado

O Instituto Butantan fez um acordo com o Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS) – órgão responsável por analisar e liberar medicamentos e vacinas no Brasil – para reduzir de 30 para 7 dias o tempo de liberação de soros e imunizantes destinados ao mercado privado nacional e internacional. 

Fundação Butantan recebe investimento de R$ 1 bilhão do BID Invest para construção de fábrica de vacina e linha de envase

A Fundação Butantan fechou um acordo com o BID Invest, banco de investimento filiado ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), para o financiamento de duas novas plantas em seu parque industrial: o Centro de Processamento Final de Imunobiológicos (CPFI) e o Centro de Produção de Vacinas em Ovos 2 (CPVO-2). As novas fábricas vão ampliar a produção de vacinas contra gripe e Covid-19 e outros imunobiológicos do Butantan.

Vacina da dengue do Butantan tem eficácia de 79,6%, mostram primeiros resultados da fase 3

A vacina contra a dengue desenvolvida pelo Instituto Butantan (Butantan-DV) mostrou uma eficácia de 79,6% para evitar a doença, de acordo com o estudo clínico de fase 3. Os dados são de um acompanhamento de dois anos com mais de 16 mil indivíduos de todo o Brasil. Durante esse período, não foi reportado nenhum caso grave de dengue nos participantes. O resultado positivo é fruto de um trabalho de mais de 10 anos com parceiros internacionais e pode ter grande impacto na saúde pública brasileira. 

 

 

Butantan lamenta o falecimento do professor Isaías Raw

O pesquisador científico e ex-diretor do Instituto Butantan (1991-1997) Isaías Raw faleceu em 14/12 em São Paulo aos 95 anos. Médico formado pela Universidade de São Paulo (USP) em 1950, mestre e doutor em bioquímica e livre-docente pela mesma universidade desde 1957, Isaías Raw foi um dos maiores cientistas do século no Brasil, figura essencial para o crescimento e avanço da pesquisa nacional e da configuração e importância do Butantan como o conhecemos hoje.

Butantan lança o podcast “Saber” com entrevista com Dimas Covas e Boris Casoy

O jornalista Boris Casoy foi o convidado, junto do médico Dimas Covas, do episódio de estreia do podcast Saber, o novo programa de entrevistas do Instituto Butantan, que estreou em 12/12. Ouça no Canal do Instituto Butantan no Youtube.

 

 

Com CoronaVac, mais de 95% dos casos de Covid-19 em Serrana foram leves

Um estudo do Instituto Butantan publicado na revista Viruses e realizado em Serrana (SP), cidade que recebeu o Projeto S e teve a maioria de sua população vacinada com CoronaVac, mostrou que mais de 95% dos casos de Covid-19 no município foram leves, inclusive os da variante ômicron do vírus SARS-CoV-2. Além disso, a mortalidade pós-vacinação foi significativamente menor do que antes da imunização, apontando o impacto da vacina para evitar casos graves e mortes. A pesquisa foi feita em parceria com o Hemocentro de Ribeirão Preto e o Hospital Estadual de Serrana.

 

Verificado – Ver na fonte

Scroll to Top