Destaques

Rio suspende vacinação de grávidas e puérperas com comorbidades

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






A vacinação de grávidas e mulheres que tiveram filho há menos de 45 dias, com comorbidades, está interrompida no município do Rio de Janeiro, até que novas doses das vacinas da Pfizer ou da Coronavac sejam recebidas. Desde que um caso de efeito colateral associado à Astrazeneca começou a ser investigado, o Ministério da Saúde passou a recomendar que o imunizante não seja mais aplicado neste público.
A última remessa de vacinas da Pfizer foi recebida na semana passada, mas continha apenas 12 mil unidades que já se esgotaram. Já a Coronavac tem sido entregue com irregularidade nos últimos dois meses, por conta de problemas na entrega do Ingrediente Farmacêutico Ativo da China ao Instituto Butantan .
Apesar disso, a expectativa é de que um novo lote da Pfizer seja entregue na semana que vem, e aí a Prefeitura do Rio deve reservar um dia para a imunização das gestantes e puérperas, que ainda não receberam a primeira dose.
Por enquanto, a capital fluminense está vacinando apenas as mulheres com alguma das comorbidades elencadas no Plano Nacional de Imunizações e não há previsão para a extensão a todas as gestantes e puérperas. Além disso, continua a vacinação por idade, sem pré-requisito. Até a semana que vem, todas as pessoas com mais de 50 anos devem receber a primeira dose.

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.