Osasco

Centro especializado em reabilitação expõe obras de conviventes no SuperShopping  

Texto: Olga Liotta
Imagens: Fernanda Cazarini

O Centro Especializado em Reabilitação Dr. Edmundo Campanhã Burjato, vinculado à Secretaria de Saúde da Prefeitura de Osasco e gerenciado pelo Instituto de Gestão, Administração e Treinamento em Saúde (IGATS), apresenta ao público no 2º piso do SuperShopping Osasco (Avenida dos Autonomistas, 1828 – Industrial Autonomistas) quadros da exposição “Identidade”.

As 198 obras, produzidas de forma individual ou coletiva pelos conviventes da unidade, podem ser contempladas até o dia 30/9.

 

 

 

 

 

 

Os quadros estão disponíveis para venda a preços acessíveis, com valores a partir de R$ 30,00 até R$ 80,00. Já os “quadros vivos” de suculentas custam R$ 150,00.

“Identidade” emerge do processo terapêutico das oficinas de artesanato e meio ambiente oferecidas aos conviventes e tem como objetivo romper com o estigma de “não produção da pessoa com deficiência e de capacitismo”, apresentando aos visitantes o protagonismo, a capacidade artística e o valor produtivo à sociedade dos artistas.

Com fundamento teórico baseado no Expressionismo, a exposição das obras foca nos aspectos subjetivos, visando a valorização da expressão emocional do ser humano.

“Através da arte, é possível promover o desenvolvimento cognitivo, biopsicossocial e cultural da pessoa com deficiência”, avalia o coordenador das oficinas terapêuticas promovidas pelo IGATS, Ricardo Bezerra G. da Silva.

“Recebemos novamente o convite do shopping para mostrar nosso trabalho e esse ano, em comemoração à Semana da Pessoa com Deficiência, trouxemos uma nova roupagem. A proposta é quebrar o estigma que se tem da pessoa com deficiência de não producente. Por isso, resolvemos comercializar essas obras, dando valor a elas, mesmo que simbólico, até mesmo porque temos o Expressionismo como tema. Se você comparar uma obra dessas com a de algum artista renomado, ela pode ter muito maior valor se você colocar uma outra assinatura. E a gente tem esses artistas em Osasco, por isso queremos dar essa visibilidade”, explicou Silva.

Os irmãos Vinícius Guilherme Alves, 29, e Felipe Guilherme Alves, 26, têm a síndrome do X frágil. Vinícius desenvolveu deficiência intelectual (retardo) e Felipe o autismo. Ambos são conviventes no CER Osasco e hoje são artistas. Eles foram visitar a exposição das suas obras e dos colegas acompanhados pela mãe, Lunalva Pereira de Oliveira.

“A exposição é um orgulho. A gente vê o quanto está sendo bom para o avanço e o desenvolvimento deles. Mostra também um pouco do trabalho do CER, que é excelente”, comentou Lunalva.

 

Este conteúdo oficial foi verificado por RJ983

Fonte Oficial




Mostrar mais

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.