Brasil

Meloni pede unidade ao governo em seu primeiro conselho de ministros

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






A primeira-ministra italiana de extrema-direita, Giorgia Meloni, a primeira mulher no cargo, assumiu hoje (23) plenamente as funções, deixando um apelo ao governo para que permaneça unido.

“Devemos estar unidos, há emergências às quais o país tem de fazer face. Temos de trabalhar juntos”, disse Meloni ao final do primeiro conselho de ministros, que durou cerca de 30 minutos, com tensões com Sílvio Berlusconi e Matteo Salvini, que integram a coligação na Itália.

De manhã, Meloni recebeu de Mario Draghi, ex-primeiro-ministro, o sino utilizado pelo presidente do conselho para regular os debates no conselho de ministros, depois de encontro de mais de uma hora no Palácio Chigi, sede do governo em Roma.

Um século depois de Mussolini chegar ao poder, Meloni, admiradora confessa do “Duce” (como o líder era chamado), assumiu a chefia do Executivo mais à direita da Itália desde a fundação da República em 1946.

Ontem, a União Europeia (UE), inquieta com a chegada da extrema-direita ao poder na Itália, país fundador da comunidade e com a chefe de governo mais eurocética (desconfiança em relação à UE) desde a Segunda Guerra Mundial, disse que está pronta a “cooperar” com o Executivo de Meloni.

Ela recebeu cumprimentos dos líderes das três principais instituições da União Europeia: Úrsula Von der Leyen, Charles Michel, pelo Conselho Europeu, e Roberta Metsola, pelo Parlamento Europeu. Respondeu a todos, afirmando que “está pronta e impaciente para trabalharem juntos”.

É proibida a reprodução deste conteúdo.

Veja na fonte oficial – IMG Autor

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.