Brasil

13 motivos para votar em Lula

O Brasil era melhor e mais feliz com Lula. E não foi coincidência. Lula é até hoje lembrado como o melhor presidente que o país já teve. Aqui, listamos 13 motivos para você votar 13 em 2 de outubro

Nota: O CMIO.org declara apoio à candidatura de Lula da Silva para Presidente do Brasil.

Lula já mostrou que sabe governar e que o Brasil pode ser grande

1. Sabe acabar com a fome

Lula já provou que tem compromisso com os mais pobres e que consegue acabar com a fome. Quando se tornou presidente, em 2003, disse que sua missão era garantir que todos os brasileiros fizessem três refeições todos os dias. Dito e feito: em 2014, a ONU tirou oficialmente o Brasil do Mapa da Fome.

Mas Bolsonaro destruiu tudo o que Lula e Dilma fizeram. Acabou com o Conselho Nacional de Segurança Alimentar; congelou o salário mínimo; abandonou a agricultura familiar, que produz 70% do que comemos; tirou dinheiro da merenda escolar; destruiu o Bolsa Família.

Resultado: hoje, 33 milhões de brasileiros passam fome e 61 milhões não conseguem fazer as três refeições todos os dias. Só com Lula a fome vai embora de vez.

2. Cuida da saúde

“Num governo meu, não teriam morrido mais de 600 mil pessoas por falta de vacina”, disse Lula sobre a pandemia de Covid-19. Pode acreditar. Em 2010, na epidemia da gripe H1N1, ele correu para adquirir as doses e, em apenas três meses, vacinou 88 milhões de brasileiros, quase metade da população na época. Foi um recorde mundial.

Com Lula, saúde era prioridade. Foi ele quem criou o Samu e fez os investimentos na área saltarem de R$ 64,8 bilhões em 2003 para R$ 103,2 bilhões em 2010. Dilma continuou o que Lula começou e fez os investimentos chegarem a R$ 120 bilhões em 2015, e ainda lançou o Mais Médicos, a Farmácia Popular e distribuiu gratuitamente remédios contra pressão alta, diabetes e asma para 30 milhões de pessoas.

Juntos, Lula e Dilma aumentaram a cobertura do Saúde da Família de 32% para 61% da população, construíram ou reformaram 15,6 mil Unidades Básicas de Saúde (UBS), criaram 449 Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e levaram tratamento dentário a 83 milhões de pessoas por meio do Brasil Sorridente.

Você sabia que foi Lula quem criou o Samu? Foto: Ricardo Stuckert

3. Investe na educação e ciência

Nenhum presidente do Brasil fez tanto pela educação e pela ciência quanto Lula. Assim, que se tornou presidente, passou a aumentar o orçamento da área, o que Dilma continuou.

Resultado: de 2002 a 2015, o orçamento do MEC triplicou, passando de R$ 49,3 bilhões para R$ 151,7 bilhões por ano. Com isso, foi possível melhorar da creche à universidade.

Veja alguns resultados:

– Número de jovens na universidade saltou de 3,5 milhões para mais de 8 milhões

– Total de escolas técnicas subiu de 140 para 562

– 8664 creches e pré-escolas construídas ou contratadas

– 30,5 mil ônibus e quase mil lanchas para levar crianças à escola

– Número de estudantes com merenda escolar cresceu de 36,4 milhões para 41,3 milhões

4. Gera emprego e renda

Lula provou que o país pode crescer tratando bem o povo trabalhador. Nos oito anos em que foi presidente, ele criou mais de 15 milhões de empregos com carteira assinada. E, depois, Dilma criou outros 6 milhões.

Com Lula, o desemprego caiu quase pela metade, e o salário mínimo passou a ter aumento acima da inflação todos os anos.

No tempo de Lula e Dilma, o rendimento médio do trabalho das pessoas de 15 anos ou mais, medido pela PNAD/IBGE, cresceu 18%, em termos reais.

https://flo.uri.sh/visualisation/8358331/embed
Made with Flourish
https://flo.uri.sh/visualisation/8358331/embed
Made with Flourish

5. Controla a inflação

Outra coisa que Lula provou: é possível aumentar o salário mínimo e a renda do trabalhador sem aumentar a inflação. Basta ser um presidente corajoso e controlar os preços que são responsabilidade do governo.

Lula, por exemplo, não deixou o preço da gasolina e do gás de cozinha disparar. Conversou com a Petrobras e segurou os aumentos. Nos 8 anos que governou, o botijão de gás não aumentou nem R$ 10.

Assim, depois de pegar uma inflação a 12,5% ao ano, Lula reduziu para 5,7% em 2005 e a manteve abaixo do teto estabelecido pelo Banco Central até o fim do seu segundo mandato, em 2010. Já Bolsonaro deixou a inflação passar de 10% em setembro de 2021 e manteve ela lá em cima até agora.

6. Promove a igualdade regional

Para Lula, o governo deve ajudar o desenvolvimento do país. O país inteiro, e não só algumas regiões. Por isso, quando ele virou presidente, regiões mais pobres, como o Norte e o Nordeste, mereceram tanta atenção quanto o Sul e o Sudeste.

Com iniciativas como o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), os governos Lula e Dilma fizeram juntos: 12,2 mil km de rodovias, incluindo a duplicação da BR-101 Sul e Nordeste; 2.160 km de novas ferrovias; aumento dos aeroportos, fazendo o número de passageiros subir em mais de 70 milhões por ano.

Também combateu-se a pobreza levando dignidade para o interior. A luz elétrica chegou a quase 16 milhões de brasileiros com o Luz para Todos. E a seca acabou para muitos brasileiros, graças a 1,5 milhão de cisternas e à transposição do São Francisco. E melhor: tudo isso gerou milhões de empregos!

Lula nas obras da Transposição do São Francisco. Foto: Ricardo Stuckert

7. Preserva o meio ambiente

Quer saber outra coisa que Lula provou? Que o Brasil pode crescer, gerar empregos e, ao mesmo tempo, proteger o meio ambiente.

Lula levou a sério o respeito à natureza e fez o país cortar suas emissões de carbono reduzindo o desmatamento como nunca. Com ele, o desmatamento da Amazônia caiu de 25,3 mil km (2003) para 7 mil km por ano (2010).

Dilma continuou a política de Lula e se tornou a presidente com a menor média de desmatamento anual da história do país, alcançando o recorde de apenas 4,5 mil km derrubados, em 2012. Com Bolsonaro, o desmatamento já passa dos 13 mil km por ano.

https://flo.uri.sh/visualisation/6344158/embed
Made with Flourish

8. Protege as mulheres

Lula tem o máximo respeito pelas mulheres. Tanto que em seus governos, elas vinham em primeiro lugar. Por exemplo: o cartão do Bolsa Família e a casa do Minha Casa Minha Vida eram no nome da mãe, sempre que possível.

Sabe o que mais Lula e o PT fizeram pelas mulheres?

– Criação do Disque-denúncia 180

– Lei Maria da Penha

– Casa da Mulher Brasileira

– Lei do Feminicídio

– Lei das Domésticas

9. Respeita a diversidade

Lula tem suas crenças e valores, mas sempre diz: quando era presidente, era o presidente de todos os brasileiros, trabalhando para que todos os grupos tivessem seus direitos garantidos.

Por isso, foi o presidente que sancionou o Estatuto da Igualdade Racial, para combater o racismo; a Lei Maria da Penha, para proteger as mulheres; e garantiu o direito de pessoas trans terem seu nome social nos documentos.

Ele ainda aumentou o número de pessoas com deficiência recebendo o BPC (Benefício de Prestação Continuada) e também sancionou a lei que garantiu a liberdade religiosa e a liberdade de as igrejas se organizarem como quiserem.

10. Valoriza a cultura

Lula tem dito e repetido: quando for presidente de novo, a cultura vai ter o valor que merece e se transformará em uma indústria que não só diverte e educa a população, como também gera empregos.

Além de recriar o Ministério da Cultura, ele quer voltar a investir no setor por meio de programas como os que ele e Dilma criaram. Lembre alguns deles:

– Pontos de cultura: foram mais de 4.500 desses centros de promoção da cultura local

– Vale-Cultura: vale que dava um recurso para o trabalhador gasta com livros e espetáculos

– Centros de arte e esporte unificados: foram quase 100 desses espaços voltados à formação e ao lazer de jovens

– Cinema Perto de Você: programa que levou salas de cinema para o interior e as periferias

Brasil de Todas as Telas: programa que financiou 306 longas-metragens e 433 séries ou telefilmes

Lula no Recife. Em todos os estados que visita, ele se reúne com a classe artísitica Foto: Ricardo Stuckert

11. Investiga a corrupção

Lula foi vítima de perseguição e, com base em mentiras hoje já desmascaradas, passou 580 dias preso injustamente. Mas, como sempre disse que faria, provou sua inocência.

Além disso, foi em seu governo que o Brasil começou a combater a corrupção de verdade, com medidas como a independência do Ministério Público Federal e o fortalecimento da Polícia Federal. Para se ter uma ideia, as operações anuais da PF saltaram de 18 em 2003 para 516 em 2015.

Outras ações de Lula e do PT para combater a corrupção:

– Criação da CGU (Controladoria-Geral da União) para fiscalizar servidores públicos (até 2015, 5.390 funcionários públicos federais foram expulsos por envolvimento em irregularidades)

– Lançamento do Portal da Transparência, com informações detalhadas sobre pagamentos do governo federal a pessoas físicas e empresas

– Conselho da Transparência Pública e Combate à Corrupção, para sugerir estratégias de combate à corrupção e à impunidade.

– Lei de Acesso à Informação (LAI), que garante até hoje o direito de acesso às informações públicas

E hoje? Hoje, qualquer coisa vira sigilo de 100 anos. Que vergonha, Bolsonaro. Está escondendo o quê?

12. Luta pela democracia

Lula sempre teve o máximo respeito pela democracia e continua um de seus mais fervorosos defensores.

Começou sua vida política como líder do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC lutando contra a ditadura militar, chegando a ser preso. Depois, participou do Movimento Diretas Já e foi deputado Constituinte, ajudando a criar a Constituição de 1988.

A partir de 1989, passou a ser candidato a presidente. Perdeu nas três primeiras tentativas e sempre reconheceu a vitória do adversário, sem questionar as eleições nem tumultuar o processo eleitoral.

Hoje, diferente de Bolsonaro, não ataca as urnas eletrônicas, não briga com as instituições nem agride jornalistas. É, comprovadamente, um verdadeiro democrata.

13. Defende a soberania

Um país soberano é um país capaz de tomar as próprias decisões para que a vida de seu povo seja melhor. Por isso, Lula repete sempre: num país soberano, o povo não passa fome.

“Soberania não é só cuidar das fronteiras secas e marítimas, do espaço aéreo, das riquezas minerais que estão no solo e subsolo, nas águas e no nosso mar. Soberania é muito mais do que isso, porque um país pode ter todas as riquezas do mundo, mas, se o povo não tem direito de tomar café da manhã, almoçar e jantar, esse país não é soberano”, disse, em junho passado.

E para o Brasil ser soberano de verdade tem que ter um Estado forte, capaz de promover o crescimento e combater as desigualdades. Daí a importância das estatais como a Petrobras, que, na época de Lula, serviam ao país e não aos acionistas.

A volta de Lula é a volta da soberania do Brasil. Com Lula de volta, o Brasil vai voltar a ser “dono do próprio nariz”, como ele mesmo diz.

Da Redação




Mostrar mais

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.