Brasil

Apoio à Ucrânia será inabalável, diz presidente da Comissão Europeia

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






O apoio à Ucrânia vai manter-se inabalável, disse hoje (14) a presidente da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen, à primeira-dama da Ucrânia, Olena Zelenskiy. Grande parte do discurso de Ursula no Parlamento Europeu foi dirigido a Olena, que está em Estrasburgo como convidada de honra.

Ao falar sobre o Estado da União Europeia, a presidente da comissão alertou que a Europa precisa de “força” para enfrentar a crise energética, a inflação e o conflito na Ucrânia, porque esses “momentos futuros” não “vão ser fáceis”. Ursula von der Leyen não tem dúvidas de que “Putin vai perder” e a Ucrânia e a Europa serão capazes de vencer os desafios impostos neste momento crítico.

“Há muita coisa em jogo. Não só para a Ucrânia, mas para a Europa e para o mundo em geral”, afirmou. 

Considerando o contexto europeu atual, com a guerra, a inflação e a crise energética como pano de fundo, a presidente da Comissão Europeia advertiu que a Europa vai ser testada.

“Vamos ser testados por aqueles que querem explorar qualquer tipo de divisão que exista entre nós. E isso não é apenas uma guerra lançada pela Rússia contra a Ucrânia. É uma guerra contra a nossa energia, contra a nossa economia, os nossos valores. É uma guerra contra o nosso futuro”. Acima de tudo, a presidente da UE considera que é uma guerra da autocracia contra a democracia. “Mas com coragem e solidariedade, Putin vai perder e a Ucrânia e a Europa vencerão”.

A União Europeia, lembrou a presidente do Executivo europeu, esteve à altura da ocasião desde que a Ucrânia foi invadida.

“A nossa resposta foi imediata, determinada e unida. Podemos estar orgulhosos”, disse ela, que iniciou seu discurso em Estrasburgo dando as boas-vindas à primeira-dama da Ucrânia, Olena Zelenska, convidada de honra do evento.

A presidente da Comissão Europeia anunciou a criação de um “novo banco europeu” para fomentar investimentos em projetos de hidrogênio na região, orçados em 3 bilhões de euros.

“Hoje anuncio que criamos um novo banco europeu de hidrogênio. Isso ajudará a garantir o fornecimento de hidrogênio, utilizando dinheiro do Fundo de Inovação, no âmbito do qual será possível investir 3 bilhões de euros para ajudar a construir um futuro mercado”, declarou.

*É proibida a reprodução deste conteúdo.
 

 

 

Veja na fonte oficial – IMG Autor

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.